O Mármore é uma pedra metamórfica de origem calcária formada pela alta pressão e temperatura. Portanto, essa pedra natural é constituída de calcários metamorfoseados, como a calcita e, de forma mais rara, a dolomita. Normalmente, o mármore é formado em locais com intensa atividade vulcânica e apresenta veios muito bem definidos. Pode se apresentar de duas formas: com granulação muito fina, não podendo as partículas serem vistas a olho nu; com granulação grossa, mostrando melhor as características dos cristais de calcita.

No mundo das pedras ornamentais, há duas divisões básicas: pedras naturais e pedras industrializadas. Se você ainda entendeu essa divisão, pode conhecer mais clicando aqui. O mármore é uma das principais e mais tradicionais pedras ornamentais naturais que existem no mundo. Consequentemente, uma das mais vendidas.

Quando encontrado de forma bem pura, o mármore é branco, mas quase sempre apresenta grande variedade de cores. Muitos não sabem, mas essa beleza de cores surge por causa das impurezas que o mármore contém. Essas partículas de impurezas são geradas por causa do metamorfismo a que foi submetido o calcário original.

Como resultado, todo esse processo natural de formação do mármore dá a ele cores e texturas únicas e, de certa forma, homogêneas. Isso ajuda a garantir mais uniformidade e sofisticação aos ambientes onde são instalados. Sua diversidade permite a utilização e adaptação a diversos estilos de ambientes. Em outras palavras, é uma pedra bem versátil.

Em algumas regiões do mundo, por exemplo, é possível encontrar mármores puros praticamente sem minerais ou inclusões microscópicas, principalmente em edificações antigas. A região de Carrara, na Itália, é uma delas.

Principais jazidas de mármore no Brasil

No Brasil, as principais jazidas de mármore estão localizadas no Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Mas outros estados também possuem tradição na produção do mármore, como Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso. Em suma, grande parte do Brasil possui capacidade de produzir essa pedra.

E se você pensa que toda essa produção de mármore é utilizada somente para ornamentação, está enganado. Certos mármores, como os calcários, são utilizados na fabricação de cimento e cal virgem. No entanto, o que mais chama a atenção das pessoas é sua utilização para revestimentos.

Vantagens e desvantagens do mármore

Como toda pedra utilizada para revestimento, o mármore possui vantagens, mas, por outro lado, também possui desvantagens em sua utilização. Veja abaixo as principais:

Vantagens:

  • Aparência homogênea, transformando-se em belos projetos. Consequentemente, pode ser considerado um fator de elegância e sofisticação;
  • Pode ser encontrado em uma grande variedade de cores e texturas;
  • Adaptação fácil a diferentes ambientes;
  • Apresenta a possibilidade de criar diversas opções de acabamento.

Desvantagens

  • Poroso, o que faz absorver água e outros líquidos. Como resultado, isso pode gerar manchas e mofos;
  • Pode manchar com óleos, gorduras, materiais cítricos e produtos químicos;
  • Não tão resistente para ambientes com muito tráfego.

Onde utilizar o mármore

O mármore é uma pedra muito porosa. Em outras palavras, isso significa que sua capacidade de absorver líquidos é muito grande, por exemplo. E isso influencia diretamente nos locais onde podemos utilizar esse revestimento.

Portanto, a recomendação é que essa pedra seja utilizada principalmente em áreas internas, podendo ser aplicadas em paredes, rodapés, bancadas de recepções, revestimento de mesas e outros. Caso você opte por utilizá-lo no banheiro, por exemplo, ele deve ser impermeabilizado antes da aplicação.

Como limpar o mármore

Agora que você entendeu o que é o mármore, vamos concluir explicando para você como limpá-lo. Não há nenhum segredo na limpeza e na manutenção do mármore. Basta apenas um pano umedecido com água sobre a superfície e já é possível completar essa tarefa. Mas pode ser que você precise fazer uma limpeza mais profunda. Nesse caso, utilize detergente neutro, mas sem exageros. Evite a utilização de outros produtos químicos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!